Luanda - A ainda presidente do conselho de administração da Unitel, Isabel dos Santos, garante que as “tarifas tão baixas” são uma das principais razões pelas quais as operadoras internacionais não se interessaram pelo mercado angolano.

Fonte: VE


Em declarações ao VALOR, a empresária, que vai deixar a liderança da principal operadora angolana a 6 de Maio, mas mantendo-se no conselho de administração, contraria a tese de que, no país, se praticam preços mais caros de telecomunicações e que o aumento da concorrência vai ajudar a inverter este quadro.


“A tarifa da Unitel é a mais baixa da SADC, cerca de 30 kwanzas para o primeiro minuto, 10 para os minutos a seguir, estamos a falar de oito e três cêntimos de dólar, respectivamente”, defendeu.

 

A empresária assegura que a “rentabilidade é muito baixa”, justificando-se com a excessiva dependência da importação das tecnologias. “As operações das operadoras móveis têm 70% do seu custo fixo na base do dólar e do euro e são tecnologias importadas, estamos a falar de licenças pagas anualmente em euros”, explica.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: