FpD não contestará
os resultados

Os dados provisórios, apresentados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE), não correspondem as expectativas, as sondagens imediatas, muito menos aos valores que nos foram transmitidos através de actas eleitorais. Por essa razão, entendemos que esses resultados são perfeitamente inesperados", comentou.

Falando em conferência de imprensa, a respeito da divulgação dos resultados provisórios das eleições de 5 de Setembro, Filomeno Vieira Lopes lembrou que apresentaram 24 mil assinaturas, antes da campanha eleitoral, daí terem tido grande expectativa em relação a Luanda.

Salientou que os valores transmitidos pelos seus membros e delegados de lista, entre os quais "uma boa estrutura de professores", não ilustram os números que estão a ver produzidos, tendo garantido que não vão apresentar qualquer contestação dos resultados.

De acordo com o dirigente, o baixo número de votos obtidos até agora servirá para o seu partido reflectir profundamente e tirar lições, visando reverter o quadro em futuras eleições.

Questionado se o lado "elitista" dos dirigentes do partido terá prejudicado nos resultados, Filomeno Vieira Lopes rejeitou tal tese, enfatizando que a "linguagem dos mandatários de lista, militantes e simpatizantes foi claramente perceptível".

Segundo disse, o eleitorado de Angola ainda tem "baixa cultura política e índices de analfabetismo consideráveis", razão porque a mensagem do seu partido teve grandes dificuldades em chegar claramente ao eleitorado.

Fonte: Angop



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: