Luanda - Oito jovens activistas cívicos foram presos na sexta-feira, 05, pela polícia nacional quando tentavam manifestar-se contra a programação que consideram parcial da Televisão Publica de Angola (TPA). Três dos manifestantes conseguiram escapar enquanto os restantes cincos foram levados para lugar incerto.

Fonte: VOA

Tudo aconteceu na manhã de hoje quando aqueles jovens que se consideram activistas cívicos independentes decidiram concentrar-se em frente à sede da TPA para protestar contra aquilo que chamam de programação parcial em favor de José Eduardo dos Santos e o seu partido MPLA.

Entretanto, a manifestação foi interrompida por um aparato policial que deteve cino dos manifestantes que se encontram neste momento em lugar incerto. São eles Ideólogo Malafaia, Albano Bingo Bingo, Graciano Bring, Mario Ganga e Francisco Dago.

A VOA conseguiu falar ao telefone com Francisco Dago que relatou o motivo do protesto. "A parcialidade da TPA em não dar voz ao cidadão, não mostrar a realidade angolana como tal: As zungueiras são maltratadas, acontecem varias demolições em Angola mas a televisão publica não apresenta nada disso".

Segundo Dago, a detenção foi acompanhada de violência ao ponto de uma das jovens manifestantes, Laurinda Gouveia, ter desmaiado. O activista acusa a TPA está ao serviço do partido no poder “por isso queremos a despartidarização da TPA e que dê voz ao cidadão".



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: