A província está às portas de um novo estado de calamidade. A penúria alimentar estende-se já a quase todos os municípios, mas as populações mais sofridas são de Namacunde, Cuvelai, Cuanhama, Xangongo e Cahama.

Muitas famílias já morreram de fome e outras sobrevivem consumindo raízes ou tubérculos silvestres, alguns deles prejudiciais e que já levaram à morte várias famílias, segundo o bispo local, Dom Fernando Kevano.

A província do Cunene conserva uma das mais importantes bacias hidrográficas de Angola, servida pelo rio Cunene e ainda outros bem conhecidos como o Kuvelai.
São condições excelentes para a prática da agricultura. Mas, ao contrário das lundas, aqui o diamante é o gado.

Outro caso em que é preciso ensinar o povo a “pescar”, citando Dom Fernando Kevano. Mas, enquanto isso não acontece, é urgente o envolvimento da sociedade, para acudir esta terra e esta gente  pede o prelado.

Fonte: Apostolado



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: