Lisboa -  Está a ser interpretado como um “gesto de agrado” a iniciativa  atitude do novo  ministro das finanças, Augusto Archer Mangueira em nomear  Cristina Giovanna Dias Lourenço filha do Vice-Presidente do MPLA, João Lourenço para o  cargo de Directora Geral-Adjunta da Unidade Técnica de Acompanhamento de Projectos de financiamento externo.

 
Fonte: Club-k.net
 
Nomeou a sua filha como directora 
 
As   interpretações de que a nomeação  da jovem pode ser  um “agrado” ao seu progenitor deve-se ao facto de ela ter sido recentemente admitida nos quadros do ministério e automaticamente enquadrada para uma posição que até pouco tempo não existia no organograma do ministério das finanças de Angola.
 
 
Para além de Cristina Lourenço foi também nomeado em circunstancias identificas   Celso Miguel Leiro Furtado. O mesmo foi promovido  para o  cargo de Chefe do Departamento de Encargos Centrais deste Ministério. Celso Furtado é filho de Antônio Gomes Furtado, PCA da Bolsa de Valores de Angola e  amigo do ministro. 
 
 
Formado na Inglaterra, Celso Furtado, 32 anos de idade, é desde Fevereiro de 2015, quadro da  Direcção Nacional do Tesouro. Em Fevereiro do corrente ano solicitou licença por um período de seis meses tendo regressado  e  re-enquadrado na sequencia da nomeação do novo ministro.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: