Lisboa - A residência do antigo Procurador Geral da República, João Maria de Sousa , situada no distrito da Ingombota, em Luanda, foi alvo de uma tentativa de assalto por partes de marginais armados. Segundo a TV Zimbo, que avançou com a informação, o incidente aconteceu por volta das 20 de sábado (13).

Fonte: Club-k.net/TV Zimbo

Em reação, segundo a televisão privada angolana, os segurança que faziam proteção da residência, alvejaram um dos marginais que aparentava ter 25 anos de idade. O mesmo não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer no portão ao lado quando tentava escapar. O outro comparsa colocou-se em fuga.

 

O dono da residência João Maria de Sousa encontra-se no exterior do país em tratamento médico.

 

João Maria de Sousa, dirigiu durante 10 anos a PGR, num período em que se registrou frequentes casos de impunidade. Antes ocupou o cargo de procurador militar tendo se destacado na manipulação do processo contra o general Fernando Miala. Em 2015, notabilizou-se na manipulação de um falso golpe de Estado que resultou na detenção e tortura psicológica dos ativistas conhecidos como o “caso 15 + 2”.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: