Lubango - O Comité Central (CC) do MPLA será alargado no congresso de Junho para mais 135 membros e a vice-presidente do partido, Luísa Damião, alertou hoje, no Lubango, que a selecção dos candidatos será transparente, afastando todas as possibilidades de "compadrio e amiguismo".

Fonte: Angop

Falando no acto político que marcou o lançamento do processo das assembleias de balanço e renovação de mandatos, disse que a directiva executiva Nº 1 que dá explicações sobre a realização das conferências extraordinárias, que devem decorrer até o dia 20 de Maio, refere que as propostas dos candidatos a membros do comité central devem passar por um processo transparente de selecção.

 

Segundo a fonte, as candidaturas devem ser aprovadas pelo comité provincial e validados pela subcomissão nacional para o efeito.

 

“O número de pré-candidatos se for de dois, as estruturas devem apresentar quatro, com as suas respectivas biografias”, disse.

 

O MPLA realiza, a 15 de Junho do corrente ano, o seu VII Congresso Extraordinário, no qual serão eleitos mais 135 membros para o Comité Central, que se juntarão aos actuais 363, fruto do alargamento desse órgão, aprovado a 25 de Março deste ano pelo Bureau Político e ratificada pelo Comité Central no dia 29 do mesmo mês.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: