Luanda - O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec) registou, de 10 a 14 de Junho deste ano, 68 infracções em 86 visitas realizadas aos estabelecimentos comerciais, no âmbito das suas acções de fiscalização ao mercado de consumo.

Fonte: Angop

Durante o período em referência, o Instituto atendeu 35 denúncias e 75 reclamações. O Supermercado Kero, Mediateca 28 de Agosto, Jefran, Macon e Clínica Gligest são as empresas mais visadas nas reclamações dos consumidores.

 

Segundo uma nota de imprensa do Inadec, que a Angop teve acesso hoje, dentre as acções desenvolvidas, de 10 a 14 de Junho, constam também a apreensão de produtos alimentares em seis estabelecimentos comerciais, a inutilização de bens em 314 unidades de diversos produtos, dentre eles, batatas fritas puff, gelados, feijão e sardinha em conserva, em Luanda.

 

A nível das outras 17 províncias do país, foram apreendidas e inutilizadas, no mesmo período, mil e461 produtos diversos impróprios para o consumo humano, sobretudo perecíveis, bebidas gaseificadas e alcoólicas.

 

Na mesma sequência e como resultado dos processos de mediação que deram entrada no Inadec, das 75 reclamações tiveram tratamento 39 casos, sendo que as demais correm o processo legal.

 

Ainda sobre as reclamações foram emitidas 63 notificações às entidades reclamadas.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: