Luanda - ASSUNTO: DENÚNCIA DE ACTOS DE CORRUPÇÃO NA UNIDADE DE PROTECÇÃO FÍSICA DE DIRIGENTES, AFECTO AO COMANDO DE PROTECÇÃO DE INDIVIDUALIDADES PROTOCOLARES, POLÍCIA NACIONAL.

Fonte: Club-k.net

A Unidade de Protecção Física de Dirigentes, tem como objectivo social garantir a protecção Dinâmica, Estática e Técnica, aos Membros do poder Executivo, seus familiares, bens, assim como as Entidades Estrangeiras em visita ao País.


Por questões doutrinárias, e pela segurança da própria vida, preferimos  manter a nossa  identidade desconhecida. 


Por práticas contínuas de corrupção, incumprimento das normas de conduta da Policia Nacional, corrupção, impunidade, desrespeitos aos Membros do Grupo Operativo, oficiais, Subchefes, Agentes, Assédio Sexual, má gestão entre outros actos vícios repugnantes, venho por este meio expor o seguinte:


Sou Chefe de Escolta do Ministro da..., o nosso dia a dia não tem sido fácil, graças ao Senhor Comandante da Unidade acima mencionada, Superintendente Chefe, António Joaquim Sumbo, que não deixa se quer um efectivo, usufruir condignamente os benefícios adquiridos nos distintos ministérios tutelado pelo CPIP em termos de segurança, como viagens para o interior e exterior do País, Subsídios, Cartão do Kero, ou seja em tudo como se diz na gíria tem que fichar, por que o que arrecada como propina nas mãos dos Escoltas dos 27 ministérios existentes, e nos 44 Secretários de Estado, no PCA da Sonangol, no BNA, BPC, Unidade de Informação Financeira, Cãmara de Comércio Angola- E.U.A, e outras, não basta para saciar as lombrigas de Cabinda que corroem o estômago de Efefante que possui.

 

Um dos Ministérios mais sofrível é o Ministério das Relações Exterior, é um autêntico Inferno. É o Posto mais rentável. Numa viagem de 10 a 15 dias pode render 5 a 6 mil Euros. O Chefe de Escolta é um amicissímo seu, chama-se Subinspector Soba Pequeno Kipassa, o Intocável, que não participa nas formaturas de Balanço Semanal.
Que espécie de Comandante é este que cria Staff dentro da Unidade? Que futuro teremos com um indivíduo que só Bumba a Dinheiro?

Os critérios de selecção para escoltar as entidade são pouco claro, ou seja depende única e exclusivamente de quanto arranjares como dinheiro para subornar o Muata Sumbo, que diz publicamente, que o Soba não vai a caça, mas come carne todos os dias, facto que tem preocupado alguns chefes, por se tratar de vida humanas a quem protegemos. É admissível ter um escolta em pleno século XXI que não saiba ler e escrever?


Como chefe de Escolta, moralmente sou obrigado a dividir com o meu grupo, o pouco do que recebemos como subsídio, sob pena de perdermos o lugar com pretexto de indisciplina, atraso, faltas etc. Por favor, ajudem-nos a desmascarar esse indivíduo, que permanentemente põem em xeque o bom nome da Policia Nacional.
Para garantir a selecção num posto com algumas regalias, os interessados devem a diantar ao Papa Tudo, 150 mil ou 200 mil kwanzas, para constar na base de dados do Pack-man.

Não a pouco rotatividade nos Postos com subsídio. Os beneficiados são os mesmos, ou seja, o Efectivo que faz parte do seu Staff.


Há muitos mais velhos no trabalho de escolta. Dada a complexidade do trabalho, é urgente que se faça gradualmente a substituição para dar lugar aos mais novo.


Se a selecção para desempenhar o trabalho de Escolta é feita por conveniência, cunha, amizade, favores sexuais, sem obedecer o parecer técnico do Departamento de Especialização, qual é e garantia que as Entidades Têm com homens mal preparados, que são projectados para certos postos por paraquedas?


Para se ter uma idéia, por Exemplo, o Posto do PCA da Sonangol é constituído por 6 Escoltas, cada recebe um subsídio de 130.000 kz mês. Cada efectivo, tem de reservar metade do valor para o Comandante, afim de garantir a sua permanência no Posto em causa. Ministério das Telecomunicações, 90.000, Finanças 120.000, BPC, 100.000, Ministério dos Petróleos, 90.000, Geologia e Minas 120.000, Acção Social, Família e Promoção da Mulher, 70.000, Pescas e do Mar, 80.000, BNA, 100.000, Justiça, 80.000...etc. Como referi anteriormente, cada Chefe de Escolta e a sua equipa afecto a esses ministérios e outros, que varia de 6 a 8 efectivo, tem que mear o Bolo com o Papa Tudo.


Internamente, apresentamos várias queixas ao gabinete de Inspecção do Comando, mais sem sucesso algum. Alega-se que o mesmo é um grande Kamba do Comandante do CPIP/PN, Comissário, José Martinez António.


Os Comandantes de Companha que controlam o efectivo, não têm expressão alguma. Estão proibidos de fiscalizar os Postos. O Soba Sumbo é quem fiscaliza tudo e todos, de maneira que tudo vier como oferta das Entidades, caia apenas no seu bolso, porque os outros chefes não têm necessidade, são de ferro.

O esquema da Gasosa é público. Basta pagar, tens lugar garantido para escoltar.


Muitas senhoras pediram transferência para outras unidades, por recusarem favores sexuais, em detrimento de uma colocação num Ministério para escoltar.


Muitos Agentes não fazem o trabalho de escolta, por alegadamente cruzar, ou disputar um rabo de saia com Comandante.

Para suster está tendência criminoso do nosso Soba Grande, és algumas dicas:


1- A criação de uma Comissão técnica para seleccionar o Efectivo melhor qualificado para escoltar as Entidade de Alto risco;
2- Parecer do Departamento de Especialização;
3- Analizar minuciosamente a conduta do Efectivo etc.

Por má conduta, foi expulso da Corporação, flagrado com um congolês a falsificar notas de Dólar dentro de uma Unidade policial em Cabinda.


Após a sua readmissão em 2005, julgamos que se tivesse tratado desta patologia, enfim, continua na mesma odisseia. Quem lhe vai parar? Para o bem da Policia, para uma sociedade melhor, contámos contigo. Ajudam-nos, estamos assaz desse monstro devorador, reincidente, criminoso, teimoso, julgando-se acima tudo incluindo da lei, que não tem piedade de lambuzar até as últimas migalhas que caem da mesa das Entidades a quem protegemos com muito suor, humilhação, perdas de noites, as vezes com fome, para o sustentar as nossas famílias.


Luanda, 01 de Julho de 2019

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: