Luanda - O donativo recolhido na província de Luanda, no âmbito da campanha para acudir a seca na Região Sul de Angola, foi entregue aos governos provinciais da Huíla, Namibe, Cuando Cubango e Cunene.

Fonte: GPL

De acordo com a coordenação da campanha, organizada de 10 de Junho a 10 de Julho, o donativo é constituído com arroz, feijão, massa, óleo, fuba, trigo, sumos, bastante água, detergentes, filtros para a purificação de água, roupas, calçados e muito mais.

 

Cerca de 315 toneladas foram entregues a província do Cunene, ao passo que o Cuando Cubango, Namibe e Huíla ficaram com 135 toneladas cada uma.

 

Os vice-governadores das províncias beneficiárias, Edio Gentil (Cunene), Maria Chipalavela (Huila), Sara Mateus (Cuando Cubango) e Josefa Cangombe (Namibe), de forma unânime, agradeceram a contribuição que a “Luanda Solidária” fez para os cidadãos na Região Sul de Angola.

 

Os membros da Comissão da campanha, que percorreram as quatro províncias sexta e sábado para entrega dos meios, transmitiram aos governantes e as populações que o Governador Provincial de Luanda, Sérgio Luther Rescova Joaquim, reconhece que os meios fornecidos não resolvem o problema, mas vão contribuir para a melhoria do quadro.

 

Para Sérgio Luther Rescova, Luanda vai continuar comprometida com a solidariedade, a capital deve assumir um papel fundamental na busca de soluções inovadoras que concorram para ajudar as populações a estar melhor preparadas em combater o fenómeno seca.

 

A coordenação da Campanha Luanda Solidária pediu aos Governos províncias para acelerar a entrega dos donativos aos municípios e as populações afectadas.

 

A campanha Luanda Solidária resultou na recolha de 700 toneladas e 18 milhões de kwanzas, e para além dos meios recolhidos e já distribuídos, a organização procedeu a entrega de 85 cabritos às populações dos Gambos na Huila para a sustentabilidade das famílias

JUNTOS É POSSÍVEL

Em Luanda aos 04 de Agosto de 2019.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: