Luanda - Sirvo-me da presente nota, para mais uma vez agradecer aos amigos, camaradas e aos antigos colegas da UTANGA, JEAN PIAGET, ISPGC e KANGANJO, que ao tomarem o conhecimento das matérias que estavam a ser vinculadas nas redes sociais, onde envolvia o meu bom nome, não hesitaram em ligar-me para prestarem de forma amigável o mais elevado espírito de solidariedade e de encorajamento.

Fonte: Club-k.net

NOTA DE AGRADECIMENTO/INFORMATIVA

Diante destes episódios, venho de forma a aberta/pública, dizer o seguinte:

1. Sobre os assuntos polémicos que circulavam por aí, infelizmente não passam de matérias encomendadas produzidas pelo meus detractores e muitos deles são meus conhecidos e até "camaradas de luta".

 

2. As alegadas acções em torno de uma possível manifestação em defesa do nosso arquitecto da paz, não passam de especulações, tudo para mancharem o meu bom nome e a minha ficha enquanto militante acérrimo na defesa dos princípios ideológicos e sobretudo respeitador das normas estatutárias que regem a nossa acção enquanto militante comprometidos com o país e o Partido.

 

3. É sim verdade que, havia me pronunciado em realizar uma actividade que visava homenagear o Cda. José Eduardo dos Santos, algo que já tenho vindo a realizar à mais de 9 anos, infelizmente por situações alheias e adversas, me foi vetado a realização da referida acção, que visava mais uma enaltecer os grandes feitos do Cda. José Eduardo dos Santos, pois, sou daqueles que defende o bom trabalho, esforço empreendido pelos bons filhos da África e da Pátria amada.

 

4. É imprudente e até condenável um militante de qualquer seja o Partido, realizar actos como manifestações ou um outro tipo de actividade que atente o bom nome do seu partido e sobretudo do seu líder, felizmente sempre "pautei" pelos princípios consagrados nos documentos que regem a conduta enquanto militantes sérios e responsáveis do Partido.

 

5. Circula igualmente por aí, conteúdos uns um tanto maculado por detractores sobre a entrega de uma viatura proveniente da Cda. Tchizé dos Santos, com isto, quero aqui reafirmar a recepção da mesma, pós, enquanto militante da JMPLA e Quadro do Secretariado Nacional da JMPLA, tive o máximo cuidado em pontualizar em 2016, aos meus superiores sobre a referida oferta. A Cda. Tchizé dos Santos, comoveu-se quando se apercebeu que percorria mais de 90 quilómetros, isto é, a trajetória que eu fazia do serviço a universidade e da universidade para casa, aliás, antes mesmo de eu ter solicitado os bons desta grande camarada, havia igualmente solicitado aos outros Dirigentes do MPLA, que durante vários só me mandavam aguardar e prontos. Felizmente a Cda. Tchizé dos Santos, atendeu-me em menos de 24hrs, e agradeci imenso pela referida oferta.

 

Deste modo, venho por este meio agradecer a preocupação e o carinho manifestado pelos meus amigos, colegas, camaradas e até altos Dirigentes do Partido e do Executivo, pelas incansáveis mensagem de encorajamento e de continuidade das minhas acções enquanto cyber-activistas do Partido e da minha e nossa organização (JMPLA).

Por outro lado, devo aqui mais uma vez, reafirmar a minha a lealdade e honestidade ao Partido e ao seu líder, o meu total apoio incondicional e encoraja-lo a prosseguir com enorme agenda nacional, sobretudo em questões ligadas corrupção, nepotismo e ao branqueamento de capitais.

Atenciosamente;
Miguel Madeira Muquessua
(Kamikaze da Pátria)



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: