Luanda - Circula um vídeo nas redes sociais em que o Adalberto Júnior, tentando dar a entender que está no centro e supera a UNITA manipula jovens ou arrivistas e intelectuais para a causa política.

Fonte: Facebook

Neste vídeo o eloquente comunicador que não se percebe se é jornalista ou engenheiro e onde trabalhou como profissional ou inscrição na Ordem dos engenheiros, manipula números e compara o Qatar como foi reabilitado por 400 mil milhões de dólares americano, insinuando ou comparando o imparável não sei se por maldade, ignorância ou ingenuidade. Esqueceu que o Qatar nunca teve UNITA ou Oposição que mudou o território e eliminou famílias, bens que ajudaram a multiplicar a dor e sifrimento, destruiu e afrontou durante 27 anos o Governo e hoje quer ver restituído bens sem ela nunca ter construído nada além de tumbas.


O Deputado Adalberto da Costa Júnior, Presidente do Grupo Parlamentar da UNITA e agora candidato à liderança, só perdeu a memória que a UNITA de Savimbi que ele foi defensor ou representante na Europa, explorou diamantes de sangue para alimentar a guerra até 2002 e foram sancionado internacionalmente com a Resolução 864 de 1993.


O Presidente do Comitê de Sanções da ONU Robert Fowler provou em relatório como a UNITA tinha mais recursos.


As minas removidas, as Centralidades, estradas, pontes, escolas e hospitais surgiram em quantidade. A corrupção prejudicou muito é verdade. Mas temos de reconhecer que a UNITA nunca construiu nada onde teve domínios de exploração de diamanantes ou recursos doados.


MPLA assumiu o combate à corrupção como dever de transparência para garantir a boa governação.


O Quatar com 400 biliões ou mil milhões nunca teve guerra civil nem uma UNITA com lugar no Parlamento e embaixadores, Ministros do Comércio, Hotelaria e Turismo e Saúde no GURN (1997-2008)enquanto faziam guerra.


Professor de Ciência Política e Direito Constitucional
Deputado pela Bancada do MPLA

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: