Luanda - Alcides SAKALA Simões, filho de Armando Ribeiro Simões e de Alice Ngueve Simões. Nasceu a 23 de Dezembro de 1953, no município de Bailundo, na província do Huambo. Fez os seus estudos primários nesse Município e o ensino liceal na cidade do Huambo, antiga Nova Lisboa. Juntou-se a UNITA em Dezembro de 1974, tendo passado por Kangumbe e pelas bases do Massivi, no Leste de Angola, nas margens do rio Lutuei, onde fez os primeiros treinos militares.

Fonte: UNITA

Logo depois, no principio de 1975, foi enviado pela Direcção do Partido para a República Unida da Tanzânia, integrando um grupo de 15 cadetes para um curso intensivo de formação Superior de Comandantes, na Academia Militar de Munduli, em Arusha.

 

Após o seu regresso, foi transferido para a Frente Leste, sob Comando do General Chiwale, onde exerceu várias actividades politicas e militares.

 

Com a retirada estratégica da UNITA das cidades, encetou, em Março de 1976, partindo de Lumbala Nguimbo, integrando a coluna do Dr. Savimbi, a Grande Marcha, para a luta de resistência popular generalizada, contra a ocupação de Angola por forças cubanas e do bloco de leste.

 

Fez parte da coluna do Dr. Savimbi que partiu do Moxico para o Cuando Cubango em 1976, tendo sido transferido para o Sul de Angola na véspera da realização do Congresso da Benda.

 

Desse ano a 1980 desempenhou várias funções políticas e militares. Entre estas, a de Comissário Político da região 66, a de Diretor de Gabinete do General Chiwale, então comandante da Frente Sul, a de formador de unidades de guerrilha e do batalhão de forças semi-regulares das FALA, baseadas no Pequeno Cunene. Foi gravemente ferido em combate em 1977, no sector de Ochitumba, próximo da Missão de Omupanda, na provincia do Cunene, tendo sido evacuado para Ochakati para tratamento medico.

 

Após a 12ª conferência foi transferido para a região militar 91 onde exerceu funções de comandante militar e de instrutor chefe das forças semi-regulares daquela região, sob o comando do tenente coronel Jaúlo, hoje, general das FAA.

 

Após essa função, foi convocado em princípios de 1980, pelo Presidente Dr. Jonas Malheiro Savimbi para o sudeste de Angola, na a Jamba, ainda na fase inicial da sua construção, que veio a ser mais tarde a capital das Terras Livres de Angola.

 

Participou na fundação da primeira escola de formação de quadros políticos e militares da Jamba onde lecionou, e mais tarde foi nomeado comandante da base do Catapi, no Bico de Angola.

 

No fim de 1970, foi enviado pela Direcção da UNITA para o Exterior do país. Representou o Partido nos Estados Unidos da América, na qualidade de adjunto do Engenheiro Chitunda, Foi Representante na Alemanha Federal, em Portugal, em Espanha, no Reino da Bélgica, junto dos países do BENELUX e da União Europeia .

 

Fez amizades sólidas por estes países que continuam solidárias com os esforços da UNITA pela democratização do país.

 

No final dos anos 80, fez de Portugal, a placa giratória da diplomacia da UNITA no mundo onde se realizaram importantes contactos exploratórios entre as partes então em conflito em Angola que conduziram a assinatura dos Acordos de Paz para Angola, os Acordos de Bicesse.

 

Em 1992 foi eleito deputado à Assembleia Nacional, função que apenas exerceu de 2005 a 2008, como Presidente do Grupo Parlamentar da UNITA.

 

Em 1995 foi nomeado, no 8º Congresso, realizado no Município Sede do Bailundo, Secretário para as Relações Exteriores da UNITA. Nessa qualidade, integrou várias delegações do Dr. Savimbi, nas várias visitas realizadas em África e Europa. Nesta capacidade, participou em encontros com vários Chefes de Estado africanos, entre os quais Blaise Campaore, Sam Nuyoma, Nelson Mandela, Ntambo NBeki, Omar Bongo, Mobutu, Pascal Lissouba, Hassan II, Nino Vieira, Robert Mugabe dentre outros.

 

Durante os últimos anos de guerra, integrou a coluna do Dr. Savimbi até a sua morte, em combate, a 22 de Fevereiro de 2002, na provincia do Moxico, tendo escrito um livro sobre os últimos anos de guerra civil em Angola, com o título “ Memórias de um Guerrilheiro”. Foi membro da Comissão de Gestão, sob direcção do General Lukamba Paulo Gato.

 

Em 2012 e 2017 foi eleito Deputado, função que exerce até ao momento e é também o Secretário dos Assuntos Internacionais e Porta-voz da UNITA.

 

Na qualidade de Secretário das relações Internacionais da UNITA, Indicado e nomeado pelo Presidente Isaias Samakuva, cumpriu variadissimas Missões nos Estados Unidos da América, Europa, Africa e Asia. Como emissário e ou em representação do Presidente Isaias Samakuva e também acompanhando o Presidente.

 

É Licenciado em relações internacionais pela Universidade Lusíadas de Angola e Mestre pela Universidade de Évora sobre estudos europeus e africanos.

É professor Universitário. Deu aulas na Universidade Lusiadas de Angola e no Isntituto Superior de Ciencias Sociais e Relações Internacionais.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: