Benguela  - A actual ministra das Pescas e do Mar caiu de paraquedas num sector onde esta a ver lulas e que passou a não ter rumo. Ela anda na instituição como um barco a deriva transformando o Ministério num turbilhão.

Fonte: Club-k.net

Sem tradição e nem trajectória no sector veio da reitoria da universidade Agostinho Neto com muita arrogância nas malas encarnando um comportamento típico improprio do partido da situação.


Mal aconselhada pelos seus sequazes tomou uma serie de medidas levando o sector a beira do abismo: internamente é bastante contestada ao ponto de os trabalhadores sentirem saudades da antiga Ministra Vitoria de Barros, uma Mulher competente com Carreira feita no sector.

Essa Mãe, a nova ministra das Pescas, veio com uma agenda única que é de perseguir funcionários acusados de estarem ligados a antiga ministra e arvorar-se como defensora da pátria fazendo com que o pescado sumisse da mesa dos consumidores por causa Dos preços elevados praticados no Mercado.


A maior parte das embarcações ficaram paralisadas inclusive as de pesca artesanal por alegada reorganização do sector que ela mesma não sabia por onde começa , tal a sua incapacidade para o efeito. O Ministério das Pescas e do mar esta um caos.


Sua excelência ministra das pescas não atende as reclamações dos armadores que desesperados dirigem-se ao ministério para ver solucionadas as suas preocupações. Não despacha os dossiers que lhe são dirigidos demorando os mesmos por cima da sua mesa. O resultado é a quebra vertiginosa nas capturas do pescado. A quase inexistência actualmente de exportações e a quase falência de um grande número de empresas por falta do produto.


Não tendo humildade de trabalhar e aprender com os quadros seniores que encontrou no ministério a quem constantemente desrespeita, ignora s humilha. Por causa de sua excelência senhora Ministra no alto do seu pedestal o ministério das Pescas e do Mar passou de um ministério activo para completa letargia onde a maior parte das direcções está praticamente parada.

Com esse andar de coisas, amadorismo e falta de projectos e iniciativas o barco de sua excelência ministra vai naufragar. Urge uma intervenção do Presidente da Republica, para salvar um sector fundamental para a captação de divisas e luta contra a fome e a pobreza

Tales Castro de Noronha



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: