Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, defendeu nesta quarta-feira, em Luanda, a necessidade de se manter e aprofundar o exercício da liberdade de expressão e de imprensa, alcançada nos últimos anos.

Fonte: Angop

O Chefe de Estado intervinha na cerimónia de tomada de posse do novo ministro da Comunicação Social, Nuno dos Anjos Caldas Albino, e dos novos embaixadores para o Reino Unido da Grã Bretanha, Geraldo Sachipengo Nunda, e para a República da Polónia, Feliciano António dos Santos, nomeados a 28 do corrente.

 

Ao novo titular da Comunicação Social, o Chefe de Estado recomendou também trabalhar no sentido de defender, de uma forma geral, as instituições do Estado.

 

Aos novos embaixadores de Angola no Reino Unido e Irlanda do Norte, João Lourenço alertou para a necessidade de trabalharem para o aprofundamento dos laços de amizade e cooperação bilaterais.

 

Relativamente ao Reino Unido da Grã Bretanha, Estado com um considerável desenvolvimento industrial, o Chefe de Estado destacou a colaboração das autoridades daquele país na recuperação de activos de Angola, o que considerou ser uma postura exemplar que tem ajudado as autoridades angolanas nesse domínio.

 

Quanto à Polónia, João Lourenço lembrou que esse país tem uma presença assinalável em Angola e destacou a excelência das relações entre os dois países.

 

Igualmente no Palácio Presidencial, numa outra cerimónia de posse, a do novo presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo, o Chefe de Estado reafirmou a importância do combate contra a corrupção no país.

 

Sublinhou que o país está numa verdadeira cruzada contra o crime, particularmente a corrupção, sendo necessária a contribuição de todos para o êxito deste desafio.

 

“A sociedade civil, o poder político, o ministério público e os tribunais têm feito a parte que lhes compete”, afirmou o Presidente João Lourenço.

 

Nesta esteira, o Chefe de Estado disse esperar que o novo presidente do Tribunal Supremo consiga colocar-se ao nível das expectativas que a sociedade criou em relação ao combate à corrupção.

Compromisso

Na primeira declaração à imprensa, o novo ministro da Comunicação Social disse que vai trabalhar com os principais órgãos do sector no sentido de reforçar e ampliar a liberdade de expressão e aprimorar a comunicação institucional do Estado.

 

Por seu lado, o embaixador Geraldo Sachipengo Nunda destacou o reforço da cooperação, com realce para a diplomacia económica, como um dos pilares da missão na região europeia em que estará acreditado.

 

Já o embaixador de Angola na Polónia apontou os projectos ligados aos sectores da educação e pescas como o foco para o desenvolvimento da cooperação bilateral.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: