Luanda - O Tribunal Supremo reúne- se, hoje, em sessão ordinária do plenário, para julgar o pro- cesso de recurso do ex-ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, e antigos gestores do Conselho Nacional de Carregadores (CNC).


Fonte: JA

De acordo com uma fonte a que Jornal de Angola teve acesso, trata-se do processo no 100/19, em que são requerentes, além de Augusto Tomás, Isabel Bragança, Manuel António Paulo, Rui Moita, e outros, condenados, em Agosto deste ano, pela Câmara Criminal do Tribunal Supremo.


Augusto Tomás foi condenado a 14 anos de prisão maior pelos crimes de peculato, violação às normas de execução do Plano e Orça- mento sob a forma continuada, abuso de poder sob a forma continuada, e de participação económica.


Isabel Bragança, antiga directora adjunta para a área Financeira do CNC foi condenada a 12 anos de prisão pelos crimes de peculato, violação das normas de execução do Plano e Orçamento, abuso de poder, participação económica e recebimento de vantagens.


O antigo director-geral do Conselho Nacional de Carregadores, Manuel António Paulo, foi condenado a 10 anos de prisão maior pelo crime de peculato, violação das normas de execução do Plano e Orçamento, abuso do poder e recebimento indevido de vantagens.

 

O antigo director adjunto para a área Técnica do CNC, Rui Manuel Moita, também foi condenado a 10 anos pelos mesmos crimes.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: