Lisboa - Agostinho Kapaia (AK) é apontado como um dos 4 empresários próximos do PR João Lourenço (JL) que estará a negociar a entrada no capital da UNITEL. AK é PCA da Opaia Construções, activa sobretudo no mercado de obras públicas nas províncias de Malanje e do Cuanza-Norte.

Fonte: Africa Monitor

É também proprietário do Hotel Ekuikui I (Huambo), e da empresa de tecnologias de informação Ever.IT, e ainda da empresa agrícola Agripaia. Como presidente da Comunidade de Empresas Exportadoras e Internacionalizadas de Angola, AK tem assumido um discurso condescendente em relação ao Governo de JL.

 

Segundo fontes consultadas, o objectivo de AK e 3 outros elementos ligados ao MPLA - com ligações também ao ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto - é comprar a participação de 25% que a brasileira Oi pretende vender na UNITEL, com apoio financeiro da Sonangol EP.

 

De acordo com o portal ClubK, o financiamento, garantido pela petrolífera, envolve o banco russo Sbersbank. Depois de uma primeira, mal-sucedida, tentativa, da MS Telecom (grupo Sonangol EP, 25% do capital), e PT Ventures (subsidiária da brasileira Oi, 25% do capital), para retirar Isabel dos Santos (IS) da presidência da Unitel, no final de 2018 (AM 1184), a AG da operadora de telecomunicações realizada em MAR. resultou na nomeação consensual de nova administração, em que IS se mantém como administradora - em representação da sua “holding” Vidatel, (25% do capital, tal como os outros accionistas, entre eles o Gen. Leopoldino “Dino” do Nascimento.

Tema relacionado 
 
Empresário do circulo presidencial fica com UNITEL



 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: