Luanda - O advogado do antigo governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Sérgio Raimundo, disse esta terça-feira que o estado de saúde seu cliente, Valter Filipe, pode condicionar a sua presença neste processo, uma vez que não há, no País, médico especialista para o tratar.

Fonte: NJ

"Ele tem problema da apneia e pode morrer durante o sono. Ele dorme com uma máquina e essa máquina apresenta uma avaria há muito tempo", explicou o advogado de defesa do antigo homem forte do banco central.



"Nós já juntámos fotografias dessa máquina e infelizmente nunca foram ouvidos os nossos argumentos e não sei porque razão", disse ainda Sérgio Raimundo, que acrescentou que, "depois de levantada a medida de coação, com a excepção do termo de identidade e residência, isso foi apenas para inglês ver porque até agora não lhe foi entregue o passaporte para poder viajar como manda a lei".


O advogado disse que já escreveu à Provedoria de Justiça e não teve resposta.


"Valter Filipe continua na clínica a receber tratamento", expôs.


A sessão desta manhã decorreu sob excessivo calor dentro da sala de audiência devido a uma avaria nos aparelhos de ar condicionado.


O ex-governador do Banco Nacional de Angola, Valter Filipe, um dos principais réus no julgamento do "Caso 500 milhões USD", que era suposto começar a ser ouvido hoje, não compareceu no tribunal, tendo o seu advogado justificado a ausência do arguido com a realização de exames médicos depois de ontem, na primeira sessão do julgamento, se ter sentido mal e necessitado de assistência médica no local.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: