Menongue - O governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, pediu nessa quarta-feira à ministra das Finanças, Vera Daves, a fim de fazer diligências para a devolução do dinheiro desviado por alguns gestores públicos, que serviriam para desenvolver projectos na província.


Fonte: Angop

O governante fez este pedido durante a reunião com a ministra, na sua primeira visita à província do Cuando  Cubango, onde abordou vários temas como orçamento para 2020, Programa de Investimento Público (PIP) e promoções e concursos públicos do regime geral.

 

Júlio Bessa, sem avançar os valores em causa, afirmou que preocupa o seu governo a recuperação dos recursos financeiros nos processos judiciários. Disse isso tendo em conta processos que Cuando Cubango tem a correrem no tribunal, sobre descaminho de dinheiros e uso indevido desses recursos.

 

Segundo o gestor, “por serem recursos já decorrentes dos orçamentos aprovados pela Assembleia Nacional, são da província e a nossa preocupação foi de casos resolvidos cujos dinheiros foram devolvidos (…). Gostaríamos ver estes valores na posse e a beneficiar a província”.

 

“Não quero falar do valor, uma vez que são processos que ainda estão em juízo e alguns nem seguiram para o tribunal. Por outro lado, adiantar um valor agora não é recomendável, por isso vamos deixar que a justiça siga o seu caminho, tome as duas decisões e, em função disso, depois diremos algo”, justificou.

 

Em resposta, a ministra Vera Daves garantiu que as questões relacionadas com os valores desviados e já devolvidos serão encaminhadas a titulares ministeriais, visando a devida solução.

 

No âmbito da sua visita de algumas horas, a ministra inteirou-se da problemática de construção e reabilitação de infra-estruturas dos órgãos de Desefa e Segurança, da Administração da Justiça, concretamente de quadras policiais,penitenciárias, instalações de guarda-fronteiras e tribunais.

 

Vera Daves visitou a delegação privincial das finanças, centro de captação e distribuição de água, pólo universitário, hospital pediátrico de Menongue, escola de 12 salas do bairro Saprinho, central térmica de Menongue, troço bairro Azul-Boavida, posto de Saúde do bairro Paz e escola de oito salas do bairro Cazenga, todos empreendimentos em Menongue e sede capital do Cuando Cubango.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: