Luanda - Um tribunal namibiano recusou libertar sob fiança três angolanas detidas no aeroporto internacional Hosea Hutako, em Windhoek, quando tentavam sair da Namíbia com o equivalente a 140 mil euros na divisa europeia e norte-americana, noticiou a imprensa local.

Fonte: Lusa

O tribunal de Katutura recusou o pedido de libertação sob fiança de Maria Combua, 46 anos, Helena Samba Pintal, 35 anos, e Beatriz Antunes, 47 anos, acolhendo as alegações de perigo de fuga e de perturbação de prova apresentadas pelo Ministério Público namibiano.



As três angolanas enfrentam duas acusações de exportação ilegal de moeda e de disfarce de origem ilegal, em relação às quais se declararam inocentes.


As acusações decorrem do facto de as três nacionais angolanas terem sido detidas no aeroporto internacional que serve a capital namibiana quando tentavam sair do país com 150.190 dólares norte-americanos (134,4 mil euros) e 6.250 euros dissimulados em sutiãs, faixas enroladas à cintura, fraldas descartáveis e solas de sapatos.


A detenção das três angolanas foi totalmente fortuita. Uma máquina de cortar cabelo acionou o scanner para bagagens à passagem de uma mala pertencente a uma das acusadas, o que levou as autoridades aeroportuárias a investigar e a descobrir o dinheiro dissimulado.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: