Lisboa - Edeltrudes Costa, braço direito do atual presidente angolano, recebeu 17,6 milhões de dólares quando era ministro de Eduardo dos Santos. A origem do dinheiro permanece um mistério.

 

Fonte: Expresso

25 de julho de 2013. Numa das contas de Edeltrudes Costa no BAI — Banco Angolano de Investimentos é feito um depósito de 17,6 milhões de dólares. Como foi obtido o dinheiro? O atual chefe de gabinete do Presidente angolano não o explicou ao Expresso. Nos dias seguintes 17 milhões são aplicados em “títulos garantidos” do BAI.


Em agosto, o então ministro de Estado e chefe da Casa Civil de José Eduardo dos Santos recebe na mesma conta 5 milhões de dólares do empresário Domingos Manuel Inglês. E ao longo desse mês levanta, em numerário, 1,25 milhões de dólares, segundo documentos a que o Expresso teve acesso.


O ano 2013 impulsionou o património de um dos homens de confiança de Eduardo dos Santos, que é hoje o chefe de gabinete do Presidente João Lourenço. Grande parte da fortuna, que ultrapassa os €20 milhões, vem sendo aplicada em títulos financeiros. Mas algum do dinheiro de Edeltrudes Costa serviu para comprar imóveis em Portugal. Documentos a que tivemos acesso mostram que em abril de 2017 (depois de ter sido afastado por Eduardo dos Santos e antes de ser “repescado” por Lourenço) Edeltrudes transferiu €2,05 milhões para Ariete Faria (ex-mulher), que no mês seguinte comprou uma casa na Quinta da Marinha, em Cascais, por €2,52 milhões.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: