Lisboa – A recém exoneração do general António dos Santos Neto “Patonio” do cargo de Juiz Conselheiro Presidente do Supremo Tribunal Militar foi paralela ao seu licenciamento à reforma, por limite de idade, segundo dados  que constam na Ordem do Comandante-Em-Chefe n.º 4/20, a que o Club-K, teve acesso.

Fonte: Club-k.net

Ao ser jubilado, António dos Santos Neto “Patonio” foi substituído no comando do Supremo Militar, pelo tenente-general Cristo António Salvador Alberto. Foram nomeados novos juízes conselheiros e um Inspector-Chefe do Supremo Tribunal Militar, Lúcio Francisco de Assis.

 

Em finais do ano passado foram ventilados de que com as aguardas mexidas nas chefias militares que se aguardam, o general “Patónio” e o actual director- geral do Serviço de Inteligência Externa (SIE), Caetano Higino de Sousa "Zé Grande", teriam os seus nomes na linha de sucessão para a pasta da Defesa Nacional, em substituição do Salviano de Jesus Sequeira "Kianda".



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: