Luanda - A falta de alimentação, de material higiénico, para 137 crianças do Centro Rema e um triciclo para um missionário do referido Centro, mobiliza Isaías Kalunga e sua Direcção para mais uma acção solidária , no dia 30 de Março, no Centro de acolhimento de menores REMA, localizado no Zango III, em Viana.

Fonte: CNJ

Os meios solicitados foram prontamente entregues por Isaías Kalunga, que também aproveitou confirmar a imprensa que, a promessa feita em 2019 para o enquadramento das 137 crianças no sistema de ensino, foi cumprida.

 

Isaías Kalunga, prometeu tudo fazer para que o Centro de acolhimento REMA, seja auto-sustentável por produção agricola.

 

"Hoje trouxemos comida, material higiénico e triciclo para a locomoção do missionário Joaquim, mas esses meios em curto prazo acaba.

 

Entretanto, este e outros centros de acolhimento de menores devem ser auto-sustentável. Os Centros têm de produzir, viverem do campo, daquilo que produzirem no campo e outros apoios serem meramente apoios complementares".

 

E nós Conselho Provincial de Juventude Luanda, vamos advogar junto das instituições afins para que esse projecto seja exitoso no periodo 2020/2022.
Afirmou Isaías Kalunga, Secretario Provincial do Conselho de Juventude de Luanda.

 

Isaías Kalunga, elogiou também a postura da Comissão interministerial e multissectorial que tudo tem feito para o combate do COVID-19 no nosso País. Aconselhou a acatarem as orientações sobre prevenção do COVID-19, que recai em ficar em casa, lavar as mãos regularmente com água e sabão e, desinfeta-la com álcool em gel, bem como usar máscaras e luvas.

 

O líder do CNJ Luanda, esteve acompanhado do Secretário Provincial adjunto Sebastião Maurício, do Secretario Municipal do Conselho de Juventude de Viana Acacio Cussei e de membros de Direcção do Conselho Provincial de Juventude de Luanda.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: