Luanda - No momento em que a sociedade Angolana se mobiliza para enfrentar os efeitos da Pandemia do coronavírus o Conselho Directivo da Entidade Reguladora da Comunicação Social debruçou-se hoje sobre o desempenho da Comunicação Social tendo deliberado o seguinte:

Fonte: ERCA

NOTA DE IMPRENSA

- Encorajar os órgãos de Comunicação Social a continuarem a informar com o necessário rigor e profissionalismo e a mobilizar todos os cidadãos para a observância das normas sanitárias que visam minimizar o contágio pelo coronavírus e também para o acatamento das normas decorrentes do Estado de Emergência que se observa em todo o território nacional;


- Apelar aos órgãos da Comunicação Social para que não ampliem informações que pretendam pretensamente demonstrar a existência de medicamentos para a cura do Covid-19, sem evidências científicas ou consultarem as autoridades sanitárias;


- Exortar os cidadãos que utilizam as redes sociais a não partilharem de forma automática conteúdos sem verificar a sua autenticidade e seriedade, sobretudo quando eles são potencialmente sensíveis no actual contexto da crise provocada pela pandemia.


- Que os cidadãos tenham sempre em conta que, perante a lei, a responsabilidade da disseminação de informação falsa ou alarmista nas redes sociais também é de quem a partilha, havendo cada vez maior capacidade das autoridades em identificarem os prevaricadores;


- A ERCA recomenda que os utilizadores transformem a sua intervenção nas redes sociais neste momento difícil em exemplos de cidadania activa e positiva em resposta ao apelo para que todos em Angola permaneçamos em casa, como a melhor solução preventiva de evitar que o pior aconteça, como consequência do impacto do coronavírus.

Conselho Directivo da ERCA, em Luanda, 01 de Abril de 2020.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: