Luanda - Fruto do trabalho que tem desenvolvido na comunicação social, o jornalista Cabingano Manuel foi nomeado para o cargo de director de informação da TPA, em substituição de Luís Caetano.


Fonte: PlatinaLine

Formado em Sociologia, pelo Instituto Superior de Ciências da Educação de Luanda “ISCED”, Cabingano Manuel, que por intermédio de um concurso público viu a sua paixão da adolescência se tornar realidade, já trabalhou como correspondente da TPA na diáspora, igualmente como apresentador do programa “Hora Quente” e, actualmente, tem demostrado cada vez mais o seu talento no jornalismo investigativo com as reportagens denominadas “Na Lente”, exibidas quinzenalmente no canal 1 da TPA.

Aos 38 anos de idade, Cabingano Manuel, que traz no seu currículo o mestrado em Administração Pública, pós-graduação em Gestão Estratégica de Comunicação e também a pós-graduação em Jornalismo Investigativo, antes da sua nomeação, já foi sub-director de conteúdos institucionais do canal 2 e da TPA Internacional, director geral adjunto da TPA internacional e director de comunicação e marketing da TPA.

O homem das artes cénicas e da Sociologia emprestado ao jornalismo tem na sua prateleira a distinção do Prémio Nacional de Jornalismo, de 2013 e 2019, e os troféus arrebatados por três anos consecutivos na categoria de apresentador magazine temático, do Moda Luanda, em 2018, 2019 e 2020.

Importa salientar que, nos últimos meses, Cabingano em representação da TPA, em parceria com o PLATINALINE, tem dado uma dinâmica diferente na programação das tardes de domingo, do canal 1 da TPA, com o projecto “Live No Kubico”, que tem servido como ponte de ligação para que os artistas e o público possam matar as saudades dos bons momentos de interação vividos em concertos, festivais e ambientes entre amigos, por agora proibidos para se evitar a propagação da covid-19, bem como a arrecadação de donativos para ajudar os mais vulneráveis.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: