Luanda - O Banco Africano de Investimentos (BAI) prepara-se para tornar-se num grupo financeiro sólido e comprometido com o desenvolvimento do país, privilegiando, entre outros aspectos, maior proximidade com os seus clientes, informou hoje, em Luanda, o presidente comissão executiva da instituição, José Massano.

 
Fonte: Angop

 
Presidente comissão executiva da instituição, José MassanoO gestor, que falava na cerimónia de inauguração do balcão da Rua da Missão, em Luanda, realçou que nas tarefas em curso para alcançar este propósito, a instituição inclui a necessidade de estar cada vez mais próximo dos seus clientes, levando propostas de negócio aos particulares e as empresas.

 

 
Referiu que a inauguração hoje da agência da rua da Missão, município da Ingombota (Luanda), um investimento orçado em cerca de um milhão de dólares norte-americanos, vai assegurar maior comunidade no acesso e nos serviços prestados pelo banco aosclientes que vivem ou trabalham no centro da capital angolana.
 

 
Já o administrador executivo para as operações e banca de retalho do BAI, Elder Aguiar, afirmou que no quadro da expansão da rede de balcões, o banco prevê colocar agências em alguns bairros periféricos de Luanda, sem contudo ter adiantado qualquer data para o arranque desse projecto.

 

 

Elder Aguiar disse que tendo em vista a expansão da rede de balcões, a instituição bancária criou o “BAI micro finanças”, que deverá ter a função de servir outros seguimentos do mercado.

 

 
Presente nas 18 províncias do país, o BAI inaugurou em menos de duas semanas, duas agências, sendo a primeira, a 23 de Junho, em Benguela e a segunda em hoje em Luanda.

 

 
Com a agência aberta hoje em Luanda, o BAI eleva para 75 o número de pontos de atendimento no país. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: