Luanda - O deputado do MPLA João Pinto disse que os angolanos devem encarar as festas de Natal e ano novo com dignidade e moderação qualquer que seja a sua situação

Fonte: SAPO 


“Nestes momentos como diziam meus pais em tudo devemos manter a dignidade, fazer o que é possivel e não termos ilusões”, disse.

 

Para João Pinto “se não pode comer por exemplo carne de vaca coma de cabrito, e se nao poder isso coma peixe”.

 

“Quem tiver possibilidades coma bacalhau se não coma sardinha, lambula ou bagre”, acrescentou .

 

Para João Pinto é preciso assegurar que que haja moderação no consumo de bebidas alcoolicas e na alimentação.

 

“Comer ate empanturrar nao faz bem”,acrescentou.

 

Com o Natal e o fim do ano às portas politicos da oposição angolana afirmam que a situaçao económica se vai deteriorarmas juntam se ao partido no poer num apelo à calma e moderação durante os festejos.

 

O porta voz da UNITA Marcial Ndashala disse que “2019 tem sido muito dificil para os angolanos”.

 

“Queremos apelar que as pessoas festegem com moderação com verdadeira fraternidade e o espirito natalício prevaleça porque o que precisamos mesmo é arregaçar as mangas, para resolvermos os nossos problemas”, disse apelando de seguida “aos nossos governantes para em conjunto com todos os sectores da população encontrem soluções para os nossos problemas”

 

A CASA-CE por intermedio do seu dirigente Manuel Fernandes anteve um cenário para os angolanos nada simpático.

 

“Este vai ser o pior ano para os angolanos em termos de festividades porque o poder de compra dos angolanos é quase inexistente”, disse.

“Os nosso irmãos do MPLA deviam ter a coragem de vir e dizer que não estão a conseguir sézinhos encontrar soluções”, acrescentou afirmando ainda que o MPLA deve

 

“sentar-se com outras forças da sociedadee encontramos soluções para os anolanos”

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: