Lisboa - O antigo diretor geral do Serviço de Investigação Criminal, comissário – Chefe Eugenio Pedro Alexandre está a ser acusado - por fontes do ministerio do Interior -  de ter usado uma viatura Nissan Patrol pertencente a instituição  para  oferecer   a uma funcionária   da Administração Geral Tributaria (AGT), de Luanda com quem o mesmo tem uma criança em comum. A oferta aconteceu no dia 14 de Fevereiro e coincidência com a data do aniversario da filha que ambos tem  em comum. 

Fonte: Club-k.net

Traídos por uma publicação nas redes sociais 

Entusiasmada com o presente,  a cidadã fez imagens que foram rapidamente partilhadas  nas redes sociais levando com que quadros do Ministério do Interior conseguissem identificar  a origem da  viatura, através da matricula LD-27-88-GB. Segundo dados em posse do Club-K, trata-se de uma viatura Nissan Patrol, com o numero de chassi JN8AYANY5E9084508, numero de motor VK56-120982A.

 

A viatura  faz parte de um leque que foram adquiridas/encomendadas  pelo SIC, ao tempo em que Eugenio Pedro Alexandre era diretor-geral  da instituição  e destinavam-se aos  diretores da investigação criminal. As viaturas foram compradas a uma concessionaria SOGEPOWER, sedeada na estrada de catete, em Luanda, detida por um cidadão do Líbano, Jihad Al Lakkis.

 

Com a exposição de que o Nissan Patrol, matricula LD-27-88-GB estaria em mãos de alguém que não pertence aos quadros do SIC, as autoridades terão também  descoberto a ocorrência de sobrefaturação nas encomendas cujo negócio alega-se que  foi mediado por um  cidadão  apenas identificado como “primo do ex-director” e ligado ao dono da concessionaria SOGESPOWER.

 


Não há ainda  informação de que a nova direção do  SIC tencione acionar o Serviço Nacional de Recuperação de Activos (SNRA), para o resgate da viatura – comprada com fundos do Estado - que o seu antigo diretor ofereceu a alguém que não é funcionário da instituição.   Por outro lado,  a família legitima  de Eugénio Pedro Alexandre fez sair uma nota de imprensa (enviada a  pagina Joana Clementina no facebook) desafiando a funcionaria da AGT - que beneficiou da viatura -  a vir a público e repor a verdade dos factos.


Direito de Resposta
Exma. Joana Clementina;


Tomamos conhecimento que foi publicada na V página do Facebook uma notícia sobre a atribuição de uma viatura topo de gama a uma cidadã por parte do Sr. Eugênio Alexandre.

Sobre o assunto cumpre informar que em algum momento o Sr. Eugênio Alexandre ofereceu a referida viatura, e que presentemente não tem qualquer tipo de relação com a cidadã em referência.


Ademais, o Sr. Eugênio Alexandre é casado há mais de 38 anos, tem esposa, filhos e netos, e esta publicação tem manchado o bom nome desta família e criado muitos constrangimentos a nível emocional.


Solicitamos a beneficiaria da referida viatura que venha a público repor a verdade dos factos.


Por isto em nome da reposição da verdade e do direito de resposta, agradecemos que publique este texto na V página

Atenciosamente,
Família Alexandre.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: