Luanda - Simão Carlitos Wala - que comemora “bodas de ouro” no dia da Paz e da Reconciliação Nacional – foi recentemente nomeado por Decreto Presidencial n.º 76/20 que o Club-K teve acesso para o cargo de Chefe da Direcção de Instrução e Ensino do Exército do Estado Maior do Exército (EME) das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Fonte: Club-k.net

Nascido a 4 de Abril de 1970 em Benguela, o general Carlitos Simão Wala faz parte da nova geração de oficiais generais das Forças Armadas Angolanas (FAA) que dispensa apresentação nos meios castrenses pelo seu papel como o cabo que no terreno liderou os soldados que executaram o líder fundador da UNITA, Jonas Malheiro Savimbi culminando com o fim do conflito armado, cujo desfecho aconteceu a 4 de Abril de 2002, com a assinatura dos Acordos de Paz do Luena.

 

Depois do conflito armado destacou-se em cargos como o de comandante da Guarnição Militar de Luanda(GML) e de Comandante da Região Militar de Cabinda(RMC).

 

Regressado a meio do ano passado da Rússia, onde esteve em formação, Wala segundo informações saiu-se como um dos melhores estudantes na Academia de Estado Maior General das Forças Armadas do Ministério da Defesa deste país, num grupo de 100 estudantes generais e superiores de países asiáticos, americanos, europeus e africanos.

 

Foi-lhe outorgado o Diploma Vermelho e Medalha de Ouro, num curso de mestrado, sendo as mais altas distinções desta prestigiada Academia.

 

Superou os anfitriões representados por 90 estudantes oficiais generais e superiores da Bielorússia, Coreia do Sul, Mongólia, Nicarágua, Sérvia, República do Congo, Kriguistão, Guiné Conacry, China e Outros.

 

Para além de militar, Carlitos Simão Wala tem uma segunda licenciatura em direito, e um mestrado.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: