Luanda - Como a VOA noticiou em abril, os deputados dos dois principais partidos angolanos, MPLA e UNITA, anunciaram a doação de parte dos seus salários daquele mês a favor do combate à corrupção.

*Coque Mukuta
Fonte: VOA

Os parlamentares do MPLA, no poder, prometeram doar 25 por cento do salário, enquanto os do maior partido na oposição, UNITA, disseram ter decidido doar metade dos seus vencimentos para o mesmo fim.

 

Desde então, não se registou qualquer confirmação da entrega da doação, mas agora o MPLA veio dizer que os valores foram entregues.

 

Entretanto, Albino Carlos, porta-voz do MPLA, confirmou à VOA nesta segunda-feira, 15, a contribuição dos deputados, mas que desconhece os valores.

 

“Isso foi feito e tenho confirmaçao que foi feito, não sei dizer quanto, mas foi feito por transferência bancária”, garantiu Carlos, quem reiterou que cada deputado enviou a sua contribuição diretamente para a conta da Comissão Interministerial de Resposta à Covid -19.

 

“Não foi feito na conta do MPLA, mas na conta do Estado e há quem deu mais e quem deu menos, foi feito e a Comissão Interministerial prestou recentemente contas junto do Parlamento”, confirmou o porta-voz do partido no poder.

 

No dia 10, numa reportagem da VOA, o jornalista Ilídio Manuel afirmou que o anúncio apenas valeu pela intenção porque não se consegue aferir o cumprimento da promessa.

 

Por seu lado, o analista político Rui Kandove considerou que promessa não passou de um ato propagandista que visava ludibriar o eleitorado, por não existirem números nem relatórios que possam garantir a entrega dos valores prometidos.

 

Entretanto, também hoje o vice-presidente do grupo parlamentar da UNITA, Maurílio Luele, disse à VOA que o anúncio do destino das contribuições será feito amanhã, 16, em conferência de imprensa, em Luanda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: