Opinião

Luanda - Tudo começou com o verbo “arrestar” que arrastou-se até ao presente momento e continua até a arrastar vidas que, de inócuas, pouco ou nada tinham...